O Bancor é uma das exchanges descentralizadas mais populares. No ano passado, levantou US$153 milhões para criar uma exchange digital de tokens. No entanto, em 9 de julho, às 8h (UTC), a Bancor divulgou um tweet dizendo que o serviço da web seria encerrado para manutenção.

Algumas horas depois, outro Tweet foi emitido:

“Esta manhã (CEST), o Bancor sofreu uma violação de segurança. Nenhuma carteira de usuário foi comprometida. Para concluir a investigação, mudamos para manutenção e lançaremos um relatório mais detalhado em breve. Estamos ansiosos para voltar a ficar on-line o mais rápido possível.”

O ataque teve como alvo uma carteira usada para atualizar alguns contratos inteligentes na rede, o que permitiu ao criminoso roubar grandes somas de tokens ERC-20, além do Ethereum.

Os montantes monetários do ataque foram os seguintes:
24.984 ETH (~US$12,5 milhões)
229,356,645 NPXS (~US$1 milhão)
3.200.000 BNT (~US$10 milhões)

A empresa disse que foi capaz de congelar o movimento dos tokens do BNT, efetivamente impedindo o ladrão de fugir com eles. Mas foi incapaz de fazer o mesmo para o Ethereum e US$1 milhão de um token pouco conhecido chamado NPXS.

Bancor está investigando a natureza do incidente, mas confirmou que o ataque só impactou as operações de trading e contas de usuário e seus fundos associados, saldos de contas não estavam em risco em nenhum momento.

O incidente atraiu a atenção e crítica do fundador da Litecoin, Charlie Lee. Ele escreve:

“Uma carteira do Bancor foi invadida e essa carteira tem a capacidade de roubar moedas de seus próprios contratos inteligentes.

Uma exchange não é descentralizada se puder perder fundos de clientes OU se puder congelar fundos de clientes. Bancor pode fazer ambos. É uma falsa sensação de descentralização”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here