Em 11 de setembro, terça-feira, o juiz distrital dos EUA, Raymond Dearie, decidiu que o caso contra o fundador de uma criptomoeda, que enganou os investidores, não será julgado improcedente.

Um tribunal americano decidiu que as leis de valores mobiliários dos EUA cobrem as ICOs. É um marco legal histórico para o setor de criptomoedas nos Estados Unidos.

Em um comunicado citado pelo Financial Times, Dearie escreveu:

“A questão é se os ‘elementos de um empreendimento comercial com fins lucrativos’ são suficientemente alegados na acusação, de modo que, se comprovado no julgamento, um júri razoável poderia concluir que ‘os investidores fornecem o capital e compartilham nos ganhos e lucros; os promotores gerenciam, controlam e operam a empresa.’ Para os propósitos atuais, concluímos que eles são responsáveis”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here