Pela primeira vez, a Agência de Serviços Financeiros do Japão (FSA, na sigla em inglês) proibiu uma exchange de criptomoedas de receber uma licença de operação. Embora o governo japonês tenha aumentado a vigilância e a rigidez com que aplica os regulamentos estabelecidos para as exchanges de criptomoedas, o governo nunca foi tão longe a ponto de negar um pedido de licença antes.

A exchange, a FSHO, foi autorizada a operar nos últimos meses, enquanto sua aplicação está sendo analisada pela Agência Japonesa de Serviços Financeiros. Uma exchange recebeu dois avisos de punição consecutivos da FSA, devido preocupações de que seu operador não havia verificado suficientemente a identidade dos clientes em casos de transações suspeitas.

Ao impedir uma exchange cujas práticas considera inaceitável, o órgão de fiscalização financeira parece estar cumprindo sua intenção de limpar a indústria de criptomoedas do Japão, na esteira da invasão da Coincheck em janeiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here