Nicolás Maduro, o presidente venezuelano, instruiu escolas secundárias e universidades na Venezuela a operar mineração de criptomoedas, a fim de “continuar com o fortalecimento da economia nacional”.

O grupo de mídia noticias24 citou Maduro dizendo: “Eu quero que cada escola tenha uma mineração de criptomoeda; O presidente não só instou as escolas de todo o país a usar computadores em seus departamentos de TI para minerar criptomoedas, mas também disse que permitiria aos bancos de poupança do país iniciarem operações de mineração com criptomoeda.

Por Telesur, rede de notícias patrocinada pelo estado do país, Maduro também se comprometeu a criar um “banco digital de criptomoedas” para os jovens e estudantes do país. O banco receberá uma quantia inicial de US$ 1,2 bilhão, financiadas pela criptomoeda Petro subsidiada por reservas de petróleo.

O governo diz que o financiamento da criptomoeda fornecerá apoio aos jovens alistados no Plano Chamba Juvenil, uma iniciativa do governo que busca promover o emprego dos jovens. O plano diz que seu objetivo é “100% de emprego juvenil” na Venezuela.

O presidente recentemente permitiu que 16 exchanges de criptomoedas entrassem em operação no país e está procurando oferecer exportações baratas de petróleo para países que concordam em comprar tokens Petro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here