Blockchain é uma estrutura matemática que armazena dados. É comumente associado ao Bitcoin, porém o uso em criptomoedas é apenas a ponta do iceberg. Blockchain pode ser usado para armazenar todos os tipos de dados valiosos e tem o potencial de transformar uma série de indústrias importantes, como saúde e finanças. Mas vamos começar do começo.

Como isso começou?

O whitepaper do Bitcoin foi lançado em 2008 por uma pessoa ou grupo de pessoas usando o pseudônimo Satoshi Nakamoto. Foi descrito como uma “versão puramente peer-to-peer do dinheiro eletrônico”. Em 2009, o Bitcoin foi oferecido à comunidade open source e a tecnologia blockchain fez sua estréia. É impossível falar sobre a história do blockchain sem mencionar o Bitcoin, o que é provavelmente o motivo pelo qual muitas pessoas ainda acreditam que são a mesma coisa. No entanto, blockchain tem muito mais a oferecer.

“Blockchain é para o Bitcoin, o que a internet é para e-mail. Um grande sistema eletrônico, sobre o qual você pode construir aplicativos. Moeda é apenas uma.

– Sally Davies, repórter de tecnologia do FT

Como funciona?

Como já foi mencionado antes, a tecnologia blockchain tem várias aplicações. No entanto, agora vamos nos concentrar em seu uso em criptomoedas.

Basicamente, quando o usuário inicia a transação e é validado, ela é incluída no bloco. Em média, um bloco contém mais de 500 transações. O bloco é transmitido e precisa ser verificado pelos mineiros. Em seguida, é adicionado a toda a cadeia. Graças a isso todos podem acompanhar todas as transações, desde a criação do Bitcoin.

Principais características do Blockchain

Agora temos uma ideia geral de como funciona a transação Bitcoin. Vamos nos concentrar na tecnologia em si. As principais características do Blockchain são:

  1. Descentralização – o livro-razão (ledger) inteiro é armazenado por todos os mineiros. Pode ser duplicado. Todos podem baixar e possuir.
  2. Anonimato – ninguém sabe de quem são os endereços / contas específicos.
  3. Segurança – blockchain usa sistema sem confiança, o que significa que não depende de confiança. Se alguém tentar enganar, os outros irão detectá-lo e rejeitar dados falsos. Os mineiros se importam com a validação da cadeia, porque eles se beneficiam dela.
  4. Transparência – todos podem verificar o histórico de transações e o saldo da carteira específica.

Como pode ser usado além do Bitcoin?

Aqui estão alguns exemplos do uso da tecnologia blockchain como separada da criptomoeda.

  1. Votação digital – a tecnologia blockchain tem a capacidade de fornecer um sistema eletrônico de contagem de votos incorruptível.
  2. Serviços Financeiros – há bilhões de pessoas no mundo que não têm acesso ao banco. No entanto, muitas dessas pessoas têm acesso a smartphones e à Internet. A implementação do Blockchain nos sistemas bancários permitiria que essas pessoas usassem contas bancárias. Também reduziria custos eliminando custos de infra-estrutura e intermediários.
  3. Caridade – a transparência das transações pode ser usada para garantir os doadores, que os fundos não serão desperdiçados pelas organizações de caridade.
  4. Logística – a tecnologia blockchain também pode ser usada para rastrear e garantir sua originalidade, o que é especialmente importante no caso de produtos exclusivos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here