As autoridades venezuelanas descobriram outra maneira de impor a adoção da controversa criptomoeda emitido pelo Estado, o Petro que foi considerado apenas um pobre fork do altcoin Dash. O vice-presidente da Venezuela, Delcy Rodriguez, anunciou na última sexta-feira que as taxas de emissão de passaporte só poderão ser pagas através de Petro a partir de 1º de novembro de 2018.

Passaportes custarão dois Petros, o que supostamente equivale a 7.200 bolívares ou cerca de US$120. Para a maioria dos cidadãos, será quase impossível obter esses documentos. Além disso, o token ainda não foi emitido para o público – espera-se que ele seja colocado à venda em 5 de novembro.

Os venezuelanos não acreditam nos planos de Nicolas Maduro para melhorar a situação econômica do país. Eles partem a uma taxa diária de 5000 pessoas. No entanto, para isso, eles precisam de um passaporte. E agora o acesso a esses documentos será muito mais limitado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here